Posts

Quarta-feira, 30 de Novembro de 2011
não tenho falado contigo. não, o que temos feito não é comunicar sequer, pelo menos não na nossa linguagem... se o tivessemos feito montes e vales cairiam aos teus pés de tanto que tenho estagnado à beira do som da minha voz. desconfio que ainda não reparaste no que nem sequer existe. é louco, insano e termendamente esgotante ser-se consciente de que na vontade do ser humano há dois pólos opostos que separam corpos e coisas que simplesmente existem. é frustante antecipar respostas, é delirante conter a minha voz e movimentos e é mais maldoso ainda não me dizeres absolutamente nada do que quero ouvir. a este ponto acho quem nem mais de ar preciso...
publicado por sawyer às 19:45