Posts

Quinta-feira, 03 de Dezembro de 2009

O MUNDO DO OUTRO LADO RODEIA-ME E NÃO HÁ NADA MELHOR QUE ISSO! SOU FELIZ (caraças) x) !

B, J, G, C, J, P - Let's do it!

omg - (peço desculpa por me ter levado por uma finalização um pouco inapropriada - digamos assim -. mas nada melhor que um aspirante a palavrão de vez em quando para expressar o extremo!) 

 


PORQUE RIR FAZ BEM  !


 

publicado por sawyer às 23:57
sinto-me: Agradecida!
música: Casting Crowns

As vezes aptce-me nao gostar de ti.

As tuas visitas vao aumentando...
Vai postando. Um dia, quando publicares o teu livro, vais ter mais leitores por net do que outra coisa.

É com esforço e com uma pequena pedra que se começa a construir uma muralha...

Nao acho piada a esse video x)

Caroline a 5 de Dezembro de 2009 às 15:44

Sê feliz...
Porque se não fores feliz, ninguém o será por ti...
Se não alcançares a felicidade, então teràs vivido em vão.
Porque apenas terás uma vida para o conseguires...
Agarra os teus sonhos.
Porque mais um dia infeliz...
È menos um dia feliz.
Porque até podes chorar...
Mas se choras, logo existes, e se existes... tens sempre uma palavra a dizer ao mundo que te rodeia. (E quantas palavras :P).
Porque quem poderás fazer feliz, se nem a tua própria felicidade consegues vencer?

Beijo salvator :'D
João Luís a 5 de Dezembro de 2009 às 17:28

Eu estou com a Carol...
Esse video... bem... não tenho palavras que o descrevam e as que tenho não são apropriadas para aqui. Não tem graça nenhuma --', tosca. Só tu para colocares aqui uma coisa dessas!
ahahah

Vá, fica bem... (Eu tenho um segredo (não aguentei tive que dizer...) que te iria estragar o dia por isso conto-te amanhã à hora de almoço.)
Joana a 6 de Dezembro de 2009 às 11:51

Foi naquela noite tão serena, em que a esperança que era a única coisa ainda viva em mim, já se desvanecia. Foi nessa noite que os nossos lábios de tocaram, como que por magia, angelicalmente. Tive vontade de tocar no teu peito e pintá-lo de branco protegendo-te do negro que é a dor. Nessa noite deixei de ser um simples viajante perdido nas linhas do amor, encontrei o meu ser, defini o trilho que queria tomar e a minha companhia, sem pensar em qualquer atalho enganoso e espinhoso.
Quando viemos ao mundo nascemos quase cegos, quase surdos, quase sem pêlo quase sem vida pelo que precisamos de cuidados. Nós já crescemos e verdade mas eu estou aqui para te dar os cuidados que necessitas, permanentemente, até que o nosso corpo se desgaste do tempo e do uso e a única coisa que reste sejam as nossas almas. E aí estaremos ligados pela conexão criada entre elas, sabes do que falo.
Desta vez sinto um optimismo realista, sei que desta vez não é só um sonho onde o sol brilha e as noites são calmas porém preenchidas de dor. Não! Comprova! Olha há tua volta, repara que todos estão a sorrir como se já esperassem isto há muito.
Agora que olho para ti, inspiras-me dois sentimentos. Ternura pelo que és, e respeito pelo que podes vir a ser.
Beija-me!
Dá-me a mão e percorre este caminho comigo, queres tanto como eu. Não te revoltes contra o meu desejo, não o controlo. Deixa-te de palavras cruzadas, deixa-te de trocadilhos, solta-te dessas ilusões em que te envolves. Quebra uma vez as regras que te auto-impões, será a última vez asseguro-te.
Despeço-me com um beijo inoportuno envolvido no tempo que precisares, e com a promessa de não te prometer que não haverá dor, pois sem dor nada se consegue, apenas te prometo o que as almas sem rumo, vagueantes pela terra o prometem ao de leve. Prometo que te farei feliz com todas as minhas forças.
João Almeida ( fã nº1) a 13 de Dezembro de 2009 às 21:25