Posts

Segunda-feira, 14 de Dezembro de 2009

 

(acompanhamento musical, clica aqui)
 

 

publicado por sawyer às 21:22
música: Toranja, Música de Filme

Comentário apagado.
Anónimo a 14 de Dezembro de 2009 às 21:27

Os mares ainda se agitavam quando eu descobri que o mundo ainda era um ser impulsivamente vivo. Descobri que o meu sorriso nunca se apagaria das imagens abrasivas dos pensamentos de todos os humanos que me conheceram profundamente. Era apenas aquela Alma a vaguear no mundo das espectativas, continuava a fazer todos os dias, quase às mesmas horas, o meus caminho martirizante marcado nas solas dos meus sapatos. Receei! Acredita, receei!

Por momentos eu parei... ouvi-te chegar, não sei como mas ouvi! Tinha os phones nos ouvidos mas vi e ouvi-te chegar. Ainda bem que tomaste a decisão das primeiras palavras, estava ainda demasiado atónita pelos factos que giravam em torno da minha vida, naquele momento.

Nos mesmos sitios de sempre, as palavras de sempre, os sorrisos de sempre, a força de sempre. A conversa desenrolou-se e o desenho cresceu... Contámos mais uma vez as palavras que nos seguem para todo o lado, ouvimos três sermões e partilhámos aquelas ideias que sempre partilhámos...

Devia estar doida quando pensei em desaparecer sem mais uma qualquer palavra, sem mais um olhar, como se nunca tivesse existido nada... ah, pensamentos erróneos!

Sem mais nenhuma palavra me despeço, por esta noite, veremo-nos por outro brilho do sol, por outro luar, por outros sonhos de outra dimensão superior à nossa.

Um Amor bem grande nessa bochecha, Aislin, Bruna Santos!
Aponi a 14 de Dezembro de 2009 às 22:22

gostei muito do qe li...um texto muito profundo e sincero...
parabens (:
Ruben Santos a 14 de Dezembro de 2009 às 21:51

Gostei muito .Tens bastante geito :b
kassandra a 14 de Dezembro de 2009 às 21:56

Bom, eu só tenho a dizer que adorei o teu texto. x)
Sabes, há pessoas que nascem com dons. Não és a super-mulher, mas tens um dom muito bonito, o da escrita.
Escreves de forma complexa mas muito coerente. São textos que permitem reflectir um pouco sobre aspectos que até se encaixam na nossa própria vida.
Tens talento. E não digo isto só para ser simpática, porque qualquer pessoa que visite o teu blog concordará comigo.
Parabéns, Brunita :D. Continua o bom trabalho...Eu sinceramente acho que ainda vou ouvir falar muito da Sª Bruna Santos. Beijinho* ;)
Cátia Oliveira a 14 de Dezembro de 2009 às 22:51

é no inverno que estamos dispostos a perdoar e é com o inverno que vem a esperança de um novo ciclo. é no inverno que precisamos de companhia para passar a manhãs, as tardes e as noites frias e rigorosas, para partilhar o cobertor e a chávena de chocolate quente, tal como tu disseste :)
Sasha a 22 de Dezembro de 2009 às 13:43

a magia das tuas palavras encanta-me tanto :)
Sasha a 22 de Dezembro de 2009 às 14:18