Posts

Terça-feira, 09 de Fevereiro de 2010

 

Há muita coisa da qual não gosto. Aliás, o mundo é feito de tudo e mais alguma coisa de que não gostamos e apenas temos cumprir um crescimento que nos ensine a termos a competência de nos adaptarmos a situações menos agradáveis. Se calhar a minha aprendizagem não foi totalmente eficaz, mas apercebi-me hoje de que ainda tenho muito por onde me corrigir e conto com a ajuda do meu Amiguinho para ver se me endireito cada vez mais, de forma a que o meu percurso se torne numa linha direitinha sem sinais de hesitações ou de cor vermelha.

  


 

 Isto foi um pensamente meu do dia de ontem, 8 de Fevereiro. Tenho pena de não o ter postado juntamente com mais umas quantas coisas que gostaria de ter dito no momento mas a vida é feita de oportunidades! Por isso não desespero. Há palavras que cheguem e que sobrem...

 

No fim-de-semana passado descobri (graças ao João, muito obrigada!) que o meu blog tem um erro simplesmente horrível! Quando vi fiquei completamente pasmadinha. O aborrecido é que este erro pode vir a gerar ambíguidades aquando a consulta do meu blog. Sem mais demoras: o link do meu blog é http://wrintingabout.blogs.sapo.pt.

Até aqui nada de extraordinário e de diferente pois não? Talvez ao lermos a palavra o nosso cérebro automáticamente decifre a palavra por completo e nem reparem no erro inadmissível que ali está!

 

"WRINTING". Aqui está o bom Inglês !!! Ahaha Pois é, vou tentar rectificar. Não me lembro se nas opcções do blog tenho onde alterar o url. Veremos!

  

 

Não tenho muito mais tempo, visto que vou dedicar-me 'parcialmente e inteiramente' (kk) à Filosofia! Portanto deixo-vos com uma questão um tanto ## :

 

Porque é que o Amor é cego? 

(Va lá, não sejam ignorantes e não se baseiam no senso comum. Explorem a ideia a fundo! E não digam que ela já deu o que falar porque... não é bem assim. Inovem!)

 

Beijinho *

 

publicado por sawyer às 16:34
música: Bat For Lashes - Sad Eyes

Sinceramente? Porque é que o amor é cego?

Porque tu amas com o coração e com o inconsciente e não com os olhos, com a cara ou com o corpo... Simplesmente, o amor está dentro de ti não fora!

Então, acontece que... o teu "fora" apaixona-se pelo outro... E esse teu mesmo "fora" não quer, nem gosta... Mas o teu "dentro" está tão envolvido na magia... que não vê mais do que o faz feliz... Não vê mais do que o seu futuro ao lado o Amor...

Acho que é por isso que é Cego... O "dentro" vence Sempre ao de "Fora".
Bonnie a 9 de Fevereiro de 2010 às 19:20

A ausência tem motivos fortes, mais fortes que a razão. Não deixando que te desiludas, acrescentei palavras ao meu canto. Espero que estejam de acordo com as expectativas dos meus leitores.
Não deixando passar o teu Post ao lado:
Querida amiga, o amor "castiga-nos" a todos. Obriga a que cada um de nós tenha presente um bom conceito de vida, para assim, aprenderes a viver sem as limitações do que é hoje o Amor. Tendo a tua frase muitas interpretações possíveis, sinto-me que como "pouco a vontade" para tentar, sequer, lançar palavras sobre a mesma.
Como já disse num comentário anterior, não quero que desistas do que tu pensas que para ti é o mais correcto, pois todos nós temos as nossas metas e são essas mesmas que fazem de nós felizes e pessoas realizadas.

Cumps
Nast*
Nast a 9 de Fevereiro de 2010 às 21:15

Porque é que o Amor é cego?
-- Um boa pergunta que nos deixa muitas vezes a pensar, que para cada pessoa a resposta poderá ser diferente...
* Na minha opinião cada pessoa pode definir a palavra Amor de formas e de sentimentos diferentes...
Mas siim ele é cego, é cego porque é talvez um dos melhores sentimentos que podemos algum dia sentir, é um dos mais sinceros e quando o sentes sabes que realmente o é, defini-lo é algo extraordinariamente difícil, único, mágico...

É uma das melhores maravilhas que o mundo tem... Quando o sentes por alguém, apenas sentes uma vontade descontrolada de estar com essa pessoa, e lhe transmitir aquilo que sentes, mas que por palavras não sabemos explicar... Muitas vezes demonstra-lo é também complicado...

Tudo isto.. por ser uma incógnita das palavras, a aceleração do coração, o arrepio profundo, o sorriso descontrolado, a alegria única de como quando se era criança e tudo parecia o paraíso...
-- Por ser único e muito sincero, torna-se cedo...
Porque algo tão verdadeiro faz-nos viver com intensidade e esquecer tudo o que é barreira da perfeição...


(Tens uma forma única de conjugar as palavras, Gosto simplesmente da forma com que lhe tocas e as fazes dançar na melodia que é o teu ser... Tens um caminho a percorrer, leva nele as letras que conjuntamente fazem maravilhas a quem as lê.. Tens um dom, continua :D)
-- Apenas comentei para dizer que gosto muito do que escreves, nas palavras pairam um sentimento profundo, e isso é algo essencial na escrita...
[não sei se entendes o que quis dizer, mas o meu jeito não é muito '$$]

-----
Beijo Nii
Daniela (Nii) a 9 de Fevereiro de 2010 às 21:21

Aishiteru yo

Näst eu discordo em relação ao castigo do Amor...

Ele não nos castiga, porque senão tu serias um condenado, um homem que veria a vida como o pior purgatório.

Acredita, o Amor não nos castiga, pelo contrário... Ele Cativa-nos, alicia-nos e faz de nós uma espécie de ser utópico que sonha, que é feliz da maneira que vive, da maneira como e onde nasceu. Com Amor há sempre felicidade e quando não a há, é porque o Amor desapareceu.

É tudo um processo Mental e psicológico... É por isso que sentimos, é por isso que não passamos de meros humanos.
Bonnie a 9 de Fevereiro de 2010 às 21:24